Atendimento 24h - 0800 61 3333

Cirurgia Plástica

O Brasil é o número 1 em cirurgias plásticas no mundo. E com o Cirurgia Segura, é também o número 1 em segurança.

É uma unanimidade: quando o assunto é cirurgia plástica, o Brasil é referência mundial, tanto em quantidade quanto em qualidade, com quase 1,5 milhão de cirurgia por ano.

Brasileiros são vaidosos e querem sempre melhorar o visual. Afinal, nosso corpo é a nossa casa e elevar a autoestima faz a gente se sentir bem consigo mesmo. No entanto, mesmo com todos os cuidados, 2 a 10% dos procedimentos podem gerar intercorrências inevitáveis.

Nós, do Cirurgia Segura, apoiamos e valorizamos os profissionais da cirurgia plástica por meio da nossa cobertura completa e proteção financeira para todos os tipos de procedimentos cirúrgicos, do mais simples ao mais invasivo.

Assim, eles ganham tranquilidade para cumprirem a sua missão e continuarem realizando sonhos por todo o Brasil.

O Cirurgia Segura é uma proteção financeira para cirurgias plásticas, cobrindo ou reembolsando despesas extras com intercorrências cirúrgicas e eventuais complicações (per/pós-operatórias) experimentadas pelo paciente, das quais decorram necessidades de novos procedimentos ou novas condutas terapêuticas.

Riscos Incluídos na proteção financeira para Cirurgias Plásticas

  • Rompimento involuntário de pontos cirúrgicos;
  • necrose de tecidos;
  • drenagem de hematomas e seromas do procedimento cirúrgico contratado;
  • choque hipovolêmico (hemorrágico e não hemorrágico);
  • choque obstrutivo (tamponamento cardíaco);
  • obstrução de débito de VD;
  • aumento da pressão intratorácica e obstrução extrínseca;
  • choque distributivo (séptico, anafilático e neurogênico);
  • choque cardiogênico;
  • trombose venosa profunda;
  • embolia pulmonar;
  • choque hipovolêmico;
  • quemose;
  • ectrópio e parada cardiorrespiratória em quaisquer procedimentos.

Riscos Excluídos

  • Infecções (pode ser contratada a proteção adicional);
  • complicações pós-cirúrgicas provocadas por negligência comportamental do paciente ou de terceiros estranhos à equipe médico-hospitalar responsável pelo procedimento cirúrgico;
  • defeitos de fabricação, conservação ou manuseio de órteses ou próteses e qualquer tipo de prótese;
  • falha nos equipamentos hospitalares;
  • danos provocados por acidentes naturais ou fenômenos da natureza;
  • complicações pós-cirúrgicas provocadas por outros fatores, sem relação de causa e efeito com o procedimento cirúrgico contratado;
  • cicatrizes hipertróficas ou queloidianas;
  • assimetrias inestéticas;
  • estrias;
  • home care;
  • tratamentos continuados e permanentes;
  • equipamentos de ambulação mecânica;
  • quimioterapia;
  • radioterapia;
  • iodoterapia;
  • transplante de órgãos;
  • substituição de órteses ou próteses defeituosas;
  • qualquer tipo de diálises;
  • dietas especiais;
  • curativos a vácuo;
  • cobertura para tratamento de feridas;
  • oxigenioterapia hiperbárica;
  • ozonioterapia;
  • telas e outros materiais aloplásticos especiais;
  • sequelas motoras;
  • sequelas neurológicas;
  • paralisias ou parestesias;
  • contratura capsular;
  • rompimento de prótese;
  • alargamento das cicatrizes;
  • recidiva da diástase;
  • orelhas laterais de pele;
  • olhos encovados;
  • irregularidades na pele;
  • flacidez de pele na região lipoaspirada;
  • fibrose;
  • tratamento psicológico;
  • danos corporais;
  • danos estéticos;
  • danos morais;
  • danos existenciais;
  • lucros cessantes;
  • judiciais indenizatórios;
  • procedimentos experimentais e sem registro nos órgãos fiscalizadores competentes.
Open chat
Podemos ajudar?